Eixos

TRADUÇÃO

Materializar na pintura, outras mídias, do presente e do passado. Traduzindo outras expressões artísticas, como performances, dança e cinema. A pintura a óleo e carvão perpetua movimentos, ações ou cenas de natureza fugaz e forte carga emocional.

OLHAR CRÍTICO

Tratar de contextos históricos contemporâneos e do passado marcados por forte presença de opressão e agressão à subjetividade e à expressão. Traduzir em metáforas visuais, narrativas corporais e pictóricas que representem esses contextos. Resinificar corpos, contrastes e contradições, delicadeza e distorção – é trazer o olhar do belo para o que está na sombra.

 

SENSIBILIZAÇÃO DO IMAGINÁRIO

Explorar a sensibilização da visão sobre afetos não normativos. Ainda é comum as mídias reproduzirem, um modelo para o afeto. A busca é por superar estigmas implícitos e/ou explícitos – ir além da representação e do sentido que a sociedade dá à sexualidade e sua consequente hipersexualização. Elevar os afetos e uniões não normativas a uma esfera mais complexa e completa, que representa e humaniza essas relações e pessoas enquanto seres multifacetados.